Categories Dicas

Não seja pego de surpresa. Saiba tudo sobre o fim do Internet Explorer.

A Microsoft vem preparando seu afastamento do Internet Explorer já há algum tempo, inclusive anunciando que vários de seus aplicativos, como Microsoft Teams, Outlook, Word e Excel já não oferecem suporte ao navegador, movimento que começou em agosto de 2020. A empresa anunciou que a aplicação vai ser aposentada e não será mais suportada a partir de 15 de junho de 2022, para grande parte das versões do Windows.

Para suprir todas as necessidades daqueles que utilizam as funcionalidades do Internet Explorer, a Microsoft oferece o Edge, que é um navegador mais rápido, mais seguro e mais compatível com variadas aplicações, mesmo com aquelas mais antigas. A empresa introduziu um modo de navegação “Internet Explorer”, para que as aplicações baseadas no navegador antigo possam ser acessadas via Edge.

Para ativar o modo IE no Microsoft Edge, acesse edge://settings/defaultbrowser no navegador e habilite a função “Permitir que sites sejam recarregados no Internet Explorer” e depois reinicie o navegador.

Internet Explorer, o antigo rei do pedaço

Lançado em 1995, o Internet Explorer foi dominante por um longo período de tempo. Competidores como Mozilla Firefox e Google Chrome foram tomando espaço do navegador da Microsoft. Atualmente, o navegador mais usado é o Chrome, com 65% do mercado global, segundo dados da consultoria Statscounter, que levam em conta acessos feitos via celular e computador. O Safari, da Apple, ocupa a segunda posição com cerca de 19% de participação de mercado. O Firefox, da Mozilla Foundation, e o Edge estão na terceira e quarta colocações com 3,59% e 3,39% do mercado global, respectivamente.

*Com informações do Uol e da Microsoft

Leia também